HELLO DARKNESS

HELLO DARKNESS

JUST A LITTLE REMINDER...

JUST A LITTLE REMINDER...

REMARKABLE PEOPLE



FERNANDO PESSOA

(Lisboa, 1888 - 1935, Lisboa)


"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.


************
"I am nothing.
I will never be anything.
I cannot want to be anything.
Apart from that, I have in me all the dreams in the world."

or...

"I am not nothing.
I will never be nothing.
I cannot want to be nothing.
Apart from that, I have in me all the dreams in the world."


(Álvaro de Campos in "Tabacaria")




LISBOA - Chiado

LISBOA - Chiado
"Fernando Pessoa" by Lagoa Henriques. The place: "Café A Brasileira" (Brazilian Café) - 1905.

PLAYLIST TODAY




MUSIC IS THE PASSION REPORT



♥ ♥ ♥


PLAYING SOFTLY WHILE SOMEONE SANG THE BLUES



Saturday, Jul 22, 2017 - 17:57





SALVADOR SOBRAL - NEM EU [DORIVAL CAYMMI]



YouTube – "Salvador Sobral - Tópico"





ANTONY HEGARTY + LEONARD COHEN - IF IT BE YOUR WILL [COHEN]



YouTube – "Oggmonster"





CHAN MARSHALL (CAT POWER) - I'VE BEEN LOVING YOU TOO LONG [OTIS REDDING]



YouTube – "anaruido"





JANIS JOPLIN - ME & BOBBY MCGEE [CHRIS CHRISTOPHERSON]



YouTube – "ThE DuCk"





JEFF BUCKLEY - LILAC WINE [JAMES SHELTON]



YouTube – " roberta panzeri"





DAVID BOWIE - WILD IS THE WIND [JOHNNY MATHIS]



YouTube – "Peter Music HD"







_____________________


LEANING INTO THE AFTERNOONS by PABLO NERUDA

«Inclinado en las Tardes»



YouTube - "FourSeasons Productions"






CHANGING BATTERIES - OSCAR WINNING ANIMATED SHORT FILM



YouTube - "Bzzz Day"





DIALA BRISLY - A BEAUTIFUL YOUNG LADY

(a huge thanks to my daughter who e-mailed this video to me)



BBC Newsnight

«Syria is devastated by five years of war - and it's taken a huge toll on the country's children. Here's one woman - artist Diala Brisly - who is trying to make life that little bit more bearable for Syria's kids.»

Syria is devastated by five years of war - and it's taken a huge toll on the country's children. Here's one woman -...

Publicado por BBC Newsnight em Domingo, 20 de Março de 2016






A JOURNEY BACK TO ENDEARMENT

A JOURNEY BACK TO ENDEARMENT



FLYING A SECRET



I got here to hide. From equations and patterns. From repetition, after all.
Closed the door and got me a special place where I thought I could
somehow sit close to the stars. But I soon found out that the sky was
still opaque, no matter what the steps. And so I left. Again.

I thought, then, I could build me a different ceiling, a new-coloured scrap
of highness. And then make it work. Where I could dream, more than I sleep.
I have long decided that sleeping is overrated - that I know for sure. So I
take that time instead to travel the night alone and in the meantime I allow
myself to fly, unlike stated before... Yes, I like playing with paradox, to
expose the inside of words and the revelation of writing down the voice of a
silence. My adventurous, ever-walking silence.

So I came back. Here, within this quiet world, I intend to gather all my
things usually kept hidden or inactive. They are here to speak.

And since the future is a stand-by secret, I want to live by a precocious
clock, at every running instant of every entering second.

And I will not slow down until my "future exists now" - kind of reverse
quoting Jacob Bronowski.


Ana Vassalo
in my site "CAFEÍNA"(former "No Flying Allowed")
Nov 11, 2010 - 11:54



THE WALK OF TIME

THE WALK OF TIME

sábado, 30 de janeiro de 2010

ÁGUAS DE AMIGO

Friendship Arch: Ukraine and Russia

People's Friendship Arch - Kiev, Ucrânia



Existe um Grupo no Hi5 que, como tantos outros, reúne pessoas com algumas afinidades e que gostam de conviver. Mas este, encontrado para lá da distância, une palavras e também corações, dos dois lados do Atlântico.

Partilhamos carinho, dons, tristezas, vitórias, abraços. Alguns já nos conhecemos, outros não, porque a longa distância física dificulta o processo, mas... encontramo-nos pelos caminhos da alma e gostamos de nos saber companheiros na jornada. Que dúvidas não restem sobre isso!

A contento de todos, porque a Liberdade respira-se e a Democracia constroi-se, foi escolhido para esta comunidade de gentis-almas o nome de CORAÇÕES DO ATLÂNTICO. Os seus membros activos ofereceram-me amor no dia do meu aniversário. Quis retribuir como podia e sabia. Escrevi este poema por volta das 4 da madrugada, já as manifestações de carinho dos meus queridos companheiros de tertúlias várias iam largas e bonitas.

Quero agradecer-lhes, um a um, pela espantosa novidade que gravaram na minha vida. É que há quase 1 ano que perdi o norte à palavra SOLIDÃO. O meu dicionário privado não a recorda. Por isso, pelas noites caiadas de versos, pelo ombro emprestado, pelas manhãs de sossego e alegria, pela música mensageira dos afectos, por esse Mar dos Abraços que tudo nos aproxima, eu estou-vos grata.

Alice Pedro, Anna Clara, Carlos Costa, Cristina Bastos, Mari Baltazar, Marisa Guia, Milton Lourenço, San Padovani, Susana Azevedo, Teresa Nicolau e Vítor Pereira - veteranos, temporariamente ausentes, recém-chegados, recém-regressados, amigos pessoais, Brasileiros, Portugueses, mas todos reunidos, hoje e aqui, que o presente é agora e as horas não sobram.

Beijos mil, queridos Amigos!!!




ÁGUAS DE AMIGO

Eu sei… de um certo rio…
Do amor o tempo,
O espaço imenso,
A mão fechada
na mão que abriga,
Do riso aberto
- janela do encontro…
A palavra desenhada
no futuro que se crê
E a distância sem tamanho…
porque saiu da lonjura!

Eu sei…
Tantas, mas tantas Histórias
do sol e de branco, aqui…
Cantares do mundo inquieto
em sossegos emprestados,
Da folha breve de outono
que afinal estiou em flor,
Horizontes já perdidos
que a ternura nos fez perto
E o meu mar largo de instantes
em praias outras achado…

E sei muitas coisas de saber!
Da palavra que se entrega
pelas noites apagadas
tornando mais branca a luz
no olhar da alvorada…
Sei do ombro que ameniza
o frio cárcere de outro peito,
sussurro amigo da vida
que o medo nos afugenta.
Sei sim,
sei o que sei! …


E muito mais que essa tela
desenhada nos meus dias,
Neves e fragas que venço
nos versos que me defendem,
Mais esse mar acordado
onde me escondo de sonhos
E a canção que interrompi
mas ‘inda grito, baixinho,
SEI!!!,
Que amigo é muito mais estrada
pelas rotas da conquista,
Regresso ao centro da vida
onde já foi só final
E a aventura de um sorriso
no trilho que era do pó!

Amigo é prólogo… e arranque,
É caminho!
É asa voada no chão da subida
e é o olhar encantado
na luz que outrora cegámos!

É um castro, a fortaleza!
E é construção em processo
num estado-maior general
onde nascem os começos!!!


Amigo?

Amigo é …
o rosto nosso em imagem…
nas águas de um rio Melhor!


Ana Vassalo

20-Janeiro-2010 – 04:29

Origem das imagens: site webshots.

1 comentário:

  1. E pronto...que mania que tu tens de me deixar com a lagrimita,não? mas vá lá que é das boas,eheh
    Obrigada eu,pela amizade,pelo carinho...

    ResponderEliminar

Comentários: