HELLO DARKNESS

HELLO DARKNESS

JUST A LITTLE REMINDER...

JUST A LITTLE REMINDER...

REMARKABLE PEOPLE



FERNANDO PESSOA

(Lisboa, 1888 - 1935, Lisboa)


"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.


************
"I am nothing.
I will never be anything.
I cannot want to be anything.
Apart from that, I have in me all the dreams in the world."

or...

"I am not nothing.
I will never be nothing.
I cannot want to be nothing.
Apart from that, I have in me all the dreams in the world."


(Álvaro de Campos in "Tabacaria")




LISBOA - Chiado

LISBOA - Chiado
"Fernando Pessoa" by Lagoa Henriques. The place: "Café A Brasileira" (Brazilian Café) - 1905.

PLAYLIST TODAY




MUSIC IS THE PASSION REPORT



♥ ♥ ♥


PLAYING SOFTLY WHILE SOMEONE SANG THE BLUES



Saturday, Jul 22, 2017 - 17:57





SALVADOR SOBRAL - NEM EU [DORIVAL CAYMMI]



YouTube – "Salvador Sobral - Tópico"





ANTONY HEGARTY + LEONARD COHEN - IF IT BE YOUR WILL [COHEN]



YouTube – "Oggmonster"





CHAN MARSHALL (CAT POWER) - I'VE BEEN LOVING YOU TOO LONG [OTIS REDDING]



YouTube – "anaruido"





JANIS JOPLIN - ME & BOBBY MCGEE [CHRIS CHRISTOPHERSON]



YouTube – "ThE DuCk"





JEFF BUCKLEY - LILAC WINE [JAMES SHELTON]



YouTube – " roberta panzeri"





DAVID BOWIE - WILD IS THE WIND [JOHNNY MATHIS]



YouTube – "Peter Music HD"







_____________________


LEANING INTO THE AFTERNOONS by PABLO NERUDA

«Inclinado en las Tardes»



YouTube - "FourSeasons Productions"






CHANGING BATTERIES - OSCAR WINNING ANIMATED SHORT FILM



YouTube - "Bzzz Day"





DIALA BRISLY - A BEAUTIFUL YOUNG LADY

(a huge thanks to my daughter who e-mailed this video to me)



BBC Newsnight

«Syria is devastated by five years of war - and it's taken a huge toll on the country's children. Here's one woman - artist Diala Brisly - who is trying to make life that little bit more bearable for Syria's kids.»

Syria is devastated by five years of war - and it's taken a huge toll on the country's children. Here's one woman -...

Publicado por BBC Newsnight em Domingo, 20 de Março de 2016






A JOURNEY BACK TO ENDEARMENT

A JOURNEY BACK TO ENDEARMENT



FLYING A SECRET



I got here to hide. From equations and patterns. From repetition, after all.
Closed the door and got me a special place where I thought I could
somehow sit close to the stars. But I soon found out that the sky was
still opaque, no matter what the steps. And so I left. Again.

I thought, then, I could build me a different ceiling, a new-coloured scrap
of highness. And then make it work. Where I could dream, more than I sleep.
I have long decided that sleeping is overrated - that I know for sure. So I
take that time instead to travel the night alone and in the meantime I allow
myself to fly, unlike stated before... Yes, I like playing with paradox, to
expose the inside of words and the revelation of writing down the voice of a
silence. My adventurous, ever-walking silence.

So I came back. Here, within this quiet world, I intend to gather all my
things usually kept hidden or inactive. They are here to speak.

And since the future is a stand-by secret, I want to live by a precocious
clock, at every running instant of every entering second.

And I will not slow down until my "future exists now" - kind of reverse
quoting Jacob Bronowski.


Ana Vassalo
in my site "CAFEÍNA"(former "No Flying Allowed")
Nov 11, 2010 - 11:54



THE WALK OF TIME

THE WALK OF TIME

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

HISTORINHA DE NATAL



Diz que era o Natal.
E então chegou coelhinho, casou com lobo mau e foram com carochinha ao circo. O homem do show não compareceu. Estava lá muita gente a assistir? Bué, repondeu a menina do comboio a pilhas uh-uh-uh! U
m pouco à parte mas de ouvido hábil e atento, lobo mau acrescentou, sempre estrategicamente prestativo, que até improvisaram um referendo ali mesmo e o resultado foi o esperado: queremos o Pai Natal.
Nada.
Instado a pronunciar-se sobre tão grave afronta à tradição, o homem das chaminés do mundo encolheu os ombros, olhou displicentemente as unhas arqueando a sobrancelha, chamou as renas em gesto de despedida e virando costas aos media, laconicamente declarou, já de saída : não gosto de palhaços.
E eis que lobo mau, zut, se evaporou pelos intervalos da confusão e retomou a história certa, ali mesmo ao lado, que pelo menos – meditando - o capuz vermelho haveria de recuperar para acenar às crianças e velhinhos do mercado da feira e pra Natal já basta assim, valendo-lhe tal feito a nomeação por unanimidade - de coelhinho e carochinha, já se vê - como quase-rei mas efectivamente monarca absoluto de um reino longínquo e triste, de seu nome Serra Amarela, que desde um certo outono a rigor toma o nome das suas cores e responde por Selva Laranja, e fica mesmo ali ao largo de Guimarães onde tudo começou. Tem até lá uma muralha defensiva, o castelo, que consta vai ser privatizado e desmontado em peças para venda a retalho como souvenirs para turista.
Resulta, enfim, que coelhinho, um pouquinho amarfanhado, lá continua sentado e de sorriso seráfico preso por taxas, esperando ainda conseguir corromper o homem da coca-cola dentro do prazo, já que a família não lhe perdoa o erro lapidar de hostilizar uma multinacional tão amiga e que dá sempre tanto jeito para as festinhas das crianças com palhaços.
Carochinha, bom... esse permanece ignorando até ao fim dos seus dias o pormenor avulso de se ter esquecido de comprar o caldeirão da vida e segue, segue, definhando em banho-Maria...
Enquanto isso, os outros três reis maiores do cartel, magos da Floresta Negra - que nasceu às cinzas de uma tal de 2ª guerra, anda por aí a meter o nariz com miragens de regresso e hoje tem muitos braços de selva - Lagaltazar, Barraspar e Drelchior coçam as respectivas barriguinhas fartas de riso, a banhos de sol e mar numa ilha exótica por aí, mas só nos intervalos da contagem e verificação do stock de ouro, mirra e incenso que vão conseguindo amealhar para as suas casas durante o tal do banho-Maria. Uma única mas constante preocupação lhes mina a felicidade: o assalto latente pelos delinquentes não condenados e auto-exilados da serra amarela. Tomam juntos malibus e piña-coladas às 5 da tarde, em amenas cavaqueiras de saque em exercício de estilo, mas sempre de olhos postos na bolsa do outro lado. Depois, distraídos com essa feliz invenção do natal tropical, coisa de sonho irresistível, lá acabam a dar-se todos bem.
Hã? A menina, qual menina? Ah! Sim, claro! Pois, coitada, partiu no comboio mundo afora e foi inventar oxigénio de 2ª geração até ao natal de 2030. Parece que se farta de ganhar prémios mas soa que nunca mais acreditou em renas que voam. Quando inquirida de cepticismos radicais, responde invariavelmente: Cadê as asas?...
É... Morreram todas. De cortes na costura.
De Pai Natal, nem a sombra. Mas eu desconfio de muitas coisas. Cá para mim, estabeleceu um protocolo com a Menina do comboio a pilhas – esperta! - e estão os dois de plano em carteira, até porque consta por aí que um enorme carregamento de oxigénio, o tal de 2ª geração, seguiu já, com a respectiva e essencial etiqueta de “classificado-confidencial”, a caminho de Marte. Como posto de observação, nada mau, não? Já ali ao virar da esquina! Depois, basta fazer as contas e perceber o pedido de reforma, com carimbo de origem na Lapónia, que deu recentemente entrada na Segurança Social...
Os outro três, e também os outros três, andam às voltas, por aí, apreensivos com a ideia de que essa malta imberbe é um risco latente e difícil de manipular por controlo remoto, já que os mandaram para longe. Sempre assim foi, a História é tramada...
Raios parta essa mania piegas das asas e das invenções e da esperança – e é um sulco sem fim num chão de unhas roídas.
É. O mundo tem Vida renovável. Árvores. E experiência de autoterapia.
E muito quem não se renda à doença, também.
Mas afinal é Natal, lembremos, pode-se sempre contar com a Paz. Não esquecendo que os Escravos foram aquela dor de cabeça sem tréguas, a pulga na orelha de Impérios em estado de Paz.
Ela está aí. A Paz Romana.
E o Tempo, à espreita, farta-se de rir.

Ana Vassalo
13-Dez-2013
on facebook
Dec 19, 2013
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comentários: