GRANDCHILDREN

GRANDCHILDREN

♥ GRANDCHILDREN ♥

♥ GRANDCHILDREN ♥

REMARKABLE PEOPLE



FERNANDO PESSOA

(Lisboa, 1888 - 1935, Lisboa)


"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.


************
"I am nothing.
I will never be anything.
I cannot want to be anything.
Apart from that, I have in me all the dreams in the world."

or...

"I am not nothing.
I will never be nothing.
I cannot want to be nothing.
Apart from that, I have in me all the dreams in the world."


(Álvaro de Campos in "Tabacaria")




LISBOA - Chiado

LISBOA - Chiado
"Fernando Pessoa" by Lagoa Henriques. The place: "Café A Brasileira" (Brazilian Café) - 1905.

PLAYLIST TODAY




MUSIC IS THE PASSION REPORT



♥ ♥ ♥


GUITARS



Sep 10, 2016 - 06:13





ADAM LEVINE + PATRICK MONAHAN - PURPLE RAIN [PRINCE]



YouTube – "The Howard Stern Show"





ANN & NANCY WILSON (HEART) - STAIRWAY TO HEAVEN [LED ZEPPELIN]



YouTube – "The Kennedy Center"





PRINCE, TOM PETTY, STEVE WINWOOD, JEFF LYNNE, DHANI HARRISON & OTHERS - WHILE MY GUITAR GENTLY WEEPS [GEORGE HARRISON]



YouTube – "Rock & Roll Hall of Fame"





ERIC CLAPTON - RIVER OF TEARS



YouTube – "slunky08"





JEFF BUCKLEY - HALLELUJAH [LEONARD COHEN]



YouTube – " Danielle Katsav's Channel"





XUTOS & PONTAPÉS - HOMEM DO LEME



YouTube – "NoSa7"







_____________________


LEANING INTO THE AFTERNOONS by PABLO NERUDA

«Inclinado en las Tardes»



YouTube - "FourSeasons Productions"






CHANGING BATTERIES - OSCAR WINNING ANIMATED SHORT FILM



YouTube - "Bzzz Day"





DIALA BRISLY - A BEAUTIFUL YOUNG LADY

(a huge thanks to my daughter who e-mailed this video to me)



BBC Newsnight

«Syria is devastated by five years of war - and it's taken a huge toll on the country's children. Here's one woman - artist Diala Brisly - who is trying to make life that little bit more bearable for Syria's kids.»

Syria is devastated by five years of war - and it's taken a huge toll on the country's children. Here's one woman -...

Publicado por BBC Newsnight em Domingo, 20 de Março de 2016






A JOURNEY BACK TO ENDEARMENT

A JOURNEY BACK TO ENDEARMENT



FLYING A SECRET



I got here to hide. From equations and patterns. From repetition, after all.
Closed the door and got me a special place where I thought I could
somehow sit close to the stars. But I soon found out that the sky was
still opaque, no matter what the steps. And so I left. Again.

I thought, then, I could build me a different ceiling, a new-coloured scrap
of highness. And then make it work. Where I could dream, more than I sleep.
I have long decided that sleeping is overrated - that I know for sure. So I
take that time instead to travel the night alone and in the meantime I allow
myself to fly, unlike stated before... Yes, I like playing with paradox, to
expose the inside of words and the revelation of writing down the voice of a
silence. My adventurous, ever-walking silence.

So I came back. Here, within this quiet world, I intend to gather all my
things usually kept hidden or inactive. They are here to speak.

And since the future is a stand-by secret, I want to live by a precocious
clock, at every running instant of every entering second.

And I will not slow down until my "future exists now" - kind of reverse
quoting Jacob Bronowski.


Ana Vassalo
in my site "CAFEÍNA"(former "No Flying Allowed")
Nov 11, 2010 - 11:54



THE WALK OF TIME

THE WALK OF TIME

segunda-feira, 25 de julho de 2011

AO CONSENSO, PORTAS COM ESTRONDO! ou "GIMME A BREAK"? ou FARTA-DESSA-"TRAMPA"-DA-POESIA-DE-PASSARINHOS-ARMADA-AOS-CUCOS!!!






































Ao Consenso, Portas com Estrondo!

ou

"GIMME A BREAK"?

ou

Farta-dessa-"Trampa"-da-poesia-de-Passarinhos-armada-aos-cucos!!!


(É sempre de fino tom conceder ao vernáculo
visível distinção, digo eu.)


(IRRITADA, SIM, E ENTÃO? HUM?)




a tralha a tralha
intelectualidade na malha
aferição dos acertos
a porta a ranger ferrugem
bafio morto de velho
morfologia em formol

a fila a fila
no vazio da ideia
palavra farta de usada
estatística e tribunal
toga bíblia e audiência
ai de ti, já te condenam!

o pó o pó
confortado de certezas
TÃO antigas!...
regra notário alfabeto
do pensamento indigente
a desfilar de lamé

não não!
que o verbo já se casou
e o contrato é vitalício
de respeito, que é bonito
- e pé ante pé se edifica
o sossego dos consensos

ah mas então e a agonia
o tropeço do empurrão
a chacina e a fadiga?
morreram.
todos por falta de uso
no epitáfio dos contentes

oh voz das alturas
teorias do sorriso
filosofias circenses!,
onde estão onde se ocultam
os ventos do frio sul
no inverno que vos falha?
...

era uma vez um passarinho-inho
diligente em obra feita:
um ninho de penas doces
num chilrear de manhãs
plenas de substantivos
a soletrar o conselho

oh alegria alegria
de pios a bateria!
cantou cantou e cantou
- que se achava necessário
didacta, nova ‘paedeia’
- e caramba!, já se cansa uma pessoa.

olá olá alma passeriforme
com tiques de trato ursídeo
e resistência dromedária!
- e aqui se impõe uma pausa
para a “explicação dos pássaros”
suicidados de bossas

qual quê!, a rima não se intuía
e a métrica diz que sofria
(e ambas as falhas minhas!)
um tiro!, e o ar a voar de penas
desastradas assustadas
e também coitadas sim!
que já se escoam p’las fossas...

hã? sentido das coisas quê?...
ora essa! está bem
que a natureza acorda
bucolismos certificados
mas... e a fartança de tédio
do encanto passarídeo?
pam.

AH!
mas que não tombem os ídolos
e o escadote
e o céu pintado!
- sonham e miram-se de pé,
morrem de génio deitado.

Ana Vassalo


11-Mai-2011 – 14:27

Origem das Imagens: Google.

3 comentários:

  1. Mana! Cá está ele, por fim. Resolvi republicá-lo. No terceiro título está a verdadeira razão na origem deste poema ;) Beijoca, querida.

    ResponderEliminar
  2. MY GOD!!!
    **********

    MAS QUE "HINO A PASSARADA"!

    SATIRA PERTINENTE (A impertinencia do uso vaidoso dos "lames", E...por ai'!)!

    AMEI!

    BEIJINHOS MANA E...OBRIGADA!

    ResponderEliminar
  3. "- e aqui se impõe uma pausa
    para a “explicação dos pássaros”
    suicidados de bossas

    qual quê!, a rima não se intuía
    e a métrica diz que sofria
    (e ambas as falhas minhas!)
    um tiro!, e o ar a voar de penas
    desastradas assustadas
    e também coitadas sim!
    que já se escoam p’las fossas...

    hã? sentido das coisas quê?...
    ora essa! está bem
    que a natureza acorda
    bucolismos certificados
    mas... e a fartança de tédio
    do encanto passarídeo?
    pam.

    AH!
    mas que não tombem os ídolos
    e o escadote
    e o céu pintado!
    - sonham e miram-se de pé,
    morrem de génio deitado."
    *******************************UM DESTAQUESITO, SO'!!!!!!

    JITOS!!!!!!

    ResponderEliminar

Comentários: